Leca Araujo teve seu primeiro contato com a arte desde muito cedo.

Tendo crescido em uma família de arquitetos e designers, a artista navegou por diversas disciplinas, como mosaicos, carvão sobre papel, olaria, entre outros até aterrisar na pintura.

Seus primeiros trabalhos, aos 10 anos de idade traziam carvão sobre papel, pirogravura e pintura à óleo num estilo mais clássico.

Em 2011 Leca começa seus primeiros traços contemporâneos. Surge o primeiro ensaio da série "Les Jardins" : "Os invertebrados".

 

Primeiros trabalhos - 1985
Trabalhos atuais
Capacete Malala.jpg
Huile sur toile et des matériaux de récupération

Em 2013, motivada pelo nascimento de seu filho e pela ideia de construir um mundo equilibrado, a artista incorpora elementos reciclados e temas sociais.

 

Surge então um trabalho mais profundo e com um sutil apelo à sustentabilidade.

Sua definição de mundo sustentável vai muito além de ecologia e respeito à natureza, mas inclui sobretudo o respeito pelo próximo e inclusão social. Para ela não existe mundo ecologicamente equilibrado se ele não for também humanamente equilibrado.

Atualmente Leca vive na Suíça.

Com participação em bienais e exposições em diversos países, a artista é engajada em muitos projetos culturais, como « L'Aquarelle Durable » e « Circuit Café Culture ». O primeiro tem como objetivo disseminar a ideia de um mundo equilibrado através da arte entre as crianças, enquanto o último tem o objetivo de conectar diferentes cafés culturais em todo o mundo.